Somente o necessário! (ou… ninguém espera a inquisição espanhola)

O cliente quer ser surpreendido? Não. Eu garanto. Ele não quer ser surpreendido. Ele só quer o que ele pediu. Um cliente quer apenas viver a experiência que é apresentada para ele. Nada extra. Simples assim. 🙂

Mas e o wow service?

Continue reading “Somente o necessário! (ou… ninguém espera a inquisição espanhola)”

Conectado com o presente

Tem um vídeo clássico do Bruce Lee onde ele fala algo como “empty your mind”. Várias pessoas que conheci e que me falaram sobre meditação traziam a questão de esvaziar a mente. Perceber a respiração.

Minhas últimas leituras trazem alguma coisa de consistente, que posso resumir em duas palavras:

Continue reading “Conectado com o presente”

Caminhar sozinho

É um caminho longo até o topo. E o problema é que pode ser bem sozinho por lá. Quando a gente vai “subindo”, ganhando responsabilidade e mais responsabilidade, precisamos ter consciência disso.

Ah Daniel, mas trabalhamos em time. Não existe esta coisa de solidão. E aí você se engana. Cada um de nós pode funcionar em time, mas temos uma luta individual, e muitas vezes invisível para os outros.

Continue reading “Caminhar sozinho”