A reunião da manhã = melhoria contínua + ritmo!

Seth Godin fala duas coisas que eu acho muito legal! Uma delas é porque perguntar porque? E a outra é sobre a qualidade das nossas perguntas. Nós crescemos e evoluímos e cada vez mais aprendemos a perguntar de forma especializada, sobre como está o tempo hoje. E ao mesmo tempo, aprendemos a fazer perguntas sem comprometimento. Quer dizer, a resposta não vai exigir nenhum foco extra nosso.

Melhoria contínua será um processo muito melhor e simples se aprendermos a fazer perguntas diferentes, além de perguntar sobre o tempo durante a manhã. E se nos comprometermos em fazer nossos dias melhores que os anteriores. Por menor que seja a melhora. Ela acontece, motiva e nos leva a seguir fazendo.

Além de melhorar a qualidade das perguntas, precisamos estar presentes no local dos problemas, para poder ver de perto e sugerir melhorias, com o devido contexto. Estar presente no Gemba, e poder trabalhar com o conceito de Genchi Genbutsu é o que precisamos. Isto vai mostrar o comprometimento com o problema. Já comentei que eu não tenho lugar fixo para sentar na minha empresa? Faço isto justamente para ter a mobilidade como desculpa para sentar perto das pessoas e dos problemas que estão em volta delas. Assim posso ajudar e ser mais efetivo na minha ajuda.

Mas o objetivo deste post é falar de melhoria contínua, e no caso focar em uma prática da Fastcap, sobre a reunião da manhã para puxar melhoria contínua.

Prática simples, que busca criar uma cultura de aprendizado, diário, e que permite as pessoas exercitarem inovação, permite as pessoas trabalharem em equipe, melhorando o sistema e o ambiente de trabalho como um todo. Acabam por fazer pequenos momentos de hansei (reflexão) e pequenos momentos de kaizen (melhoria).

Levando para times ágeis que estão desenvolvendo produtos, uma simples mudança pode acontecer nas perguntas que fazemos em uma reunião diária / standup. Olha este conjunto de perguntas, por exemplo:

  1. O que fiz de melhorias no produto desde a última reunião? (era “O que fiz desde a última reunião?”)
  2. O vou melhorar no produto até a próxima reunião? (era “O que vou fazer até a próxima reunião?”)
  3. Tem algo bloqueando meu processo de inovação e criação? (era “Tem algo me impedindo?”)

As perguntas são as mesmas, mas a intenção é outra. O que você fez de melhorias no produto desde a última reunião? Ah, eu corrigi um defeito. Hummm… isto não parece melhoria “boa” de ser feita. Então o que podemos melhorar na qualidade para evitar este tipo de discurso? E por aí vai. Parece que as perguntas ajudam a direcionar um ritmo de qualidade que queremos ver acontecer em times.

E na sua empresa, como sua equipe exercita a melhoria contínua?

— Daniel Wildt (faça parte do meu clube)

5 thoughts on “A reunião da manhã = melhoria contínua + ritmo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s