Momento calmo, momento de paz

Esvazie sua mente, o famoso “empty your mind”, é uma construção complexa. Deixar a mente vazia significa preencher a mente com esse tal vazio. Essa construção é por si só difícil de acontecer.

Tem um número que fala que temos uma média de 70 mil pensamentos por dia. Esvaziar deve ser a tarefa mais difícil do mundo.

Como alcançar o vazio? Sempre vazio pode ser complicado, mas e se for uma combinação de direcionar os pensamentos mais para um determinado assunto que é importante no dia?

Continuar a ler

Agradecer

Todas noites eu faço uma reflexão, mental mesmo, sobre 3 coisas para atenção no dia seguinte e também 3 coisas para agradecer, celebrar.

Por tempos eu ficava no pensamento apenas das 3 coisas para prestar atenção no dia seguinte. E isso é um grande problema. Eu estava vendo somente o copo meio vazio. Estava apenas vendo problemas e sem capacidade de celebrar.

Continuar a ler

Aprendizado nas equipes? Tem que ser intencional.

Você pode falar que as pessoas podem usar 10% ou 20% do seu tempo para projetos que ajudem a melhoras suas habilidades para o trabalho. Elas não irão usar, muito pensando no que as outras pessoas da empresa vão pensar. A prática em tecnologia é um componente importante, e deixar tudo para acontecer fora do horário de trabalho, fere um componente importante que eu busco nas equipes que trabalho: que elas tenham vida.

Continuar a ler

A matriz de Eisenhower e os deadlines sem consequência

Deadlines é a gente falar que determinada tarefa precisa estar pronta daqui duas semanas. Onde mora o problema? Das pessoas não saberem explicar qual a consequência da atividade não ficar pronta. Qual a real importância dela mesmo? Ou é somente uma data para controle (cobrança)?

Por vezes queremos apenas entender progresso. Por vezes queremos entender o que é realmente importante, ou que impacta outras coisas caso a gente não organiza uma entrega.

Se uma atividade não tem consequência direta, exemplo a data de vencimento de um boleto com juros, podemos trazer a tarefa para um lugar de importância, e organizar uma cadência de entendimento de progresso.

Continuar a ler

Ressignificar o trabalho?

Eu gosto de usar o termo trabalhabilidade, como forma de pensar a respeito das habilidades que temos e como conseguimos aplicar elas ao trabalhar.

Só que me questionei esses dias sobre a palavra trabalho. Hoje em dia eu não deveria precisar me questionar. Pelo nosso dicionário, trabalho “é o conjunto de atividades criativas e produtivas que uma pessoa realiza para atingir o seu fim”.

E qual seria o problema da palavra trabalho?

Continuar a ler

Se organiza para o pior. E siga em frente.

Sempre que possível, se organiza para o pior. O organizar para o pior é parte de um exercício de gestão de riscos. A gente fica pensando em tudo o que pode acontecer de errado em uma determinada situação, e organiza como iremos reagir neste sentido.

Pensa na pior situação que pode acontecer. E pensa em como você pode lidar com o que vai acontecer no mundo real.

Quando acontecer, é o que acontecer. E você só vai ter controle em como vai reagir ao que acontecer. É o que vai estar na sua base.

Na prática, como eu me organizo para o pior?

Continuar a ler