Depois das regras, a hora de contribuir

A gente fica tempo demais ensinando processos e regras para quem trabalha e convive conosco.

Não vá ali, preencha isto, deixe este tipo de material aqui, cuidado quando for lá, não faça isso agora, faça isso deste jeito aqui, melhore aquilo, e por aí vai. 

Depois de tanto tempo (desde 2003) estudando, praticando e ensinando metodologias ágeis, eu me sinto menos interessado em ensinar práticas, e quero ensinar mais sobre o olhar em volta e perceber contexto. Sobre o buscar princípios e ter clareza de atitude.

Essa atitude vai ajudar a encontrar os espaços para contribuir. E se fazer mais útil para o seu time.

Esse mesmo pensamento é o que tenho quando estou em uma quadra de basquete. Minha maior dificuldade e minha busca é em aprender a olhar o jogo. As jogadas ok. Os fundamentos ok. As regras ok. Só que não é suficiente.

Quero entender mais sobre como posso contribuir com o jogo ao invés de ficar esperando um arremesso de 3 pontos. Pelo meu momento. Quando o time precisar estou ali. Só que eu posso contribuir mais. E aí está o grande aprendizado. Encontrar estes espaços.

Quando me perguntam agora sobre qual prática ágil um time deve começar eu entro em um processo de ajudar a pessoa a perceber como ela pode ajudar mais e contribuir no contexto dela.

— Daniel Wildt (venha pro meu clube)

P.S.: Dica de leitura extra: Seth Godin.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s