Entrevista com Cecilia Burtet sobre hackerspaces, aprendizado e ciência aberta – #CaminhoEmpreendedor

Durante o FISL de 2015, tive a oportunidade de conhecer algumas histórias, entre elas a da Cecilia Burtet, pesquisadora sobre assuntos muito legais. Depois de conversarmos um pouco, resolvi gravar em vídeo para que outras pessoas possam conhecer o trabalho dela. Cecilia é autora da Dissertação de Mestrado “Os saberes desenvolvidos nas práticas em um hackerspace de Porto Alegre”. Confira aí.

Download da dissertação (PDF): http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/109016

Resumo da dissertação: “Na tentativa de compreender como os saberes são desenvolvidos nas práticas de um grupo em um hackerspace, este estudo parte da perspectiva da aprendizagem baseada em práticas pelo viés da abordagem teórico-metodológica da teoria ator-rede para acompanhar a realização das atividades cotidianas de um coletivo em um hackerspace. Sem definições prévias estabelecidas acerca do conceito de hackerspace, o estudo tem como objetivo compreender como os saberes são desenvolvidos nas práticas de um grupo, em um hackerspace, e como são enactados pelas relações entre os diversos elementos heterogêneos da rede. Para isso, foi necessário, além da análise das práticas predominantes no cotidiano do coletivo, identificar e descrever – considerando humanos e não humanos de forma simétrica – como os processos de aprendizagem são engendrados nessas práticas, passando a constituir saberes. A fim de viabilizar a pesquisa, desenvolveu-se um estudo, orientado pela teoria ator-rede como método e lente de análise, entre os meses de dezembro de 2013 e setembro de 2014, em um hackerspace localizado em Porto Alegre, RS. Com o propósito de alcançar os objetivos formulados nesse trabalho, são descritas e analisadas as principais práticas predominantes na organização pesquisada e seus processos de aprendizagem, revelando que práticas, saberes e aprendizagem coexistem e se encontram imbricadas no constante organizar do coletivo. A incompletude de ser e as hibridizações enactadas nas práticas são discutidas posteriormente e denotam a agência dos não humanos, oriunda de arranjos momentaneamente estabelecidos entre os actantes da rede. A pesquisa revelou a complexidade dos saberes, que se encontram vinculados a um conjunto de práticas conectadas, uma vez que são constituídos por elas, ao mesmo tempo em que as constituem, sendo engendrados nas relações heterogêneas da rede“.

Agradecimentos para a Cecilia, e conheça outras histórias através da playlist do #CaminhoEmpreendedor.

Daniel Wildt

One thought on “Entrevista com Cecilia Burtet sobre hackerspaces, aprendizado e ciência aberta – #CaminhoEmpreendedor

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s