Qual a origem da (minha) tranquilidade?

Na base, entender o que está no meu controle. Não estando no meu controle, posso atuar em questões para mitigar riscos. Fora isso, preciso deixar o assunto para quem tem chance de atuar no mesmo.

Tranquilidade não é só um estado interno a ser criado. Fosse isso, poderia resolver essa parte com meditação, com técnicas de respiração, mas entendo esse estado de forma mais complexa. Entendo uma relação com prevenção, com preparação.

É um estado interno possível de ser construído, sem dúvidas, mas não adianta eu querer ter tranquilidade se dentro de mim existem questões que estão ali prontas para explodir e prejudicar meu dia a dia.

Como eu quero que você consiga ter tranquilidade com todos os problemas do mundo?

Entendendo e compreendendo o que realmente está no seu controle. Explico:

  • Dependendo do seu contexto, você precisa fazer o necessário para sobreviver. Nestes casos, não crie expectativas além do muito básico para que possa atuar.
  • Dependendo do seu contexto, você precisa fazer o necessário para se movimentar para um novo estado interno. Criar novas habilidades, novos caminhos.
  • Dependendo do seu contexto, você precisa valorizar o que estiver fazendo neste momento. Valorizar o que estivermos vivendo, querer estar ali, presente.
  • Dependendo do seu contexto, você precisa fazer nada. O que no meu caso é um dos itens mais difíceis.

Muitas empresas (pessoas) ficam gerando gatilhos de ansiedade nas redes sociais, públicas ou internas nas empresas, querendo que você se coloque em modo de urgência, para poder tomar e antecipar decisões que não precisavam ser tomadas ainda. Tem relação com o que falo sobre resolver problemas ou amplificar problemas. Tenha pessoas que resolvam problemas ao seu lado. Que percebam oportunidades. Tem relação também com o ruído do nosso dia a dia.

Tenha entendimento dos riscos que estão a sua volta. Entenda sobre o que você precisa se preparar de forma imediata. Crie tranquilidade. Ela habilita você a poder focar no que importa. Sua rede de apoio ajuda nisso também.

Ah. E respire, aproveitando que não é opcional.

— Daniel Wildt

Você pode apoiar a minha jornada de conteúdo através do projeto A Filosofia da Tranquilidade! Venha conhecer mais a minha iniciativa!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s