De quanto em quanto tempo você se pesa?

Este não é um post sobre emagrecimento, mas a motivação vem de uma destas jornadas buscando equilibrar mais meu corpo e minha alimentação.

Por vezes a gente vai se alimentando de assuntos, fazendo aquisições e não paramos para entender sobre o nosso peso atual. Como estão as crenças que acumulamos, conhecimentos que não geram mais valor, posses que não nos representam mais e assim vai. Qual o seu peso total?

Eu brinco que o legal de entender sobre o nosso peso total é poder entender da nossa habilidade de movimentação. E entender as restrições que acabamos criando pela estrutura em volta. Você pode iniciar um projeto novo? Ou está carregando muitos projetos em volta de você já? Qual a sua habilidade para ser inútil?

O peso é um indicador, mas não necessariamente de sucesso, pois perder peso não significa necessariamente aumentar saúde.

Só para deixar claro o que isso significa no meu caso da alimentação. O meu objetivo sobre perda de peso envolve cuidar melhor dos meus joelhos. Como pretendo praticar esportes por mais tempo, eu preciso garantir que estou gerando menor impacto para meus joelhos possível. Esse processo é uma composição de exercícios e fortalecimento, não tenho dúvidas… mas também tem um componente de peso.

Esse jogo do peso também entra no meu pensamento sobre minimalismo. Durante muito tempo o meu escritório caseiro era apenas com o monitor do notebook. Por causa das lives e diversas reuniões online, preferi aumentar o meu conforto e adquiri monitor extra para apoio. Também adquiri um microfone, iluminação de apoio e outras coisas. Estou aumentando meu peso.

Em nada este movimento está indo contra o pensamento minimalista. Estes itens me permitem gerar um resultado com mais qualidade. Este jogo de aquisição envolve um pensamento de consciência do processo e entender o que estou tentando alcançar no final do dia.

Ainda tenho a crença de poder funcionar com o mínimo possível e em diversas jornadas faço questão de trabalhar somente com o celular ou somente com o computador, sem periféricos extras, para entender como consigo operar e me manter “atento” sobre restrições que podem dificultar mas não podem atrapalhar o meu trabalho.

Ainda sobre minimalismo e sobre esse pensamento de peso, eu tenho a oportunidade de pensar tempos em tempos a respeito do meu acúmulo. Será que tenho mais do que preciso para fazer o que tenho que fazer? Tem algo que não está mais trazendo felicidade, e que posso doar, trocar ou vender?

Aonde é possível tenho trocado posse por acesso, faz tempo.

Este entendimento de peso e entendimento de como se manter leve, é um processo contínuo, que pode nos ajudar em movimentos de trabalho, e movimentos de vida.

Seu crescimento de vida deveria causar mais conforto, não dívidas maiores.

— Daniel Wildt

Este conteúdo fez sentido para você? Você pode apoiar e acompanhar meu processo de criação de conteúdo mais de perto! Apoiando financeiramente você pode participa da comunidade e recebe antes as entregas que realizo no projeto “A filosofia da tranquilidade”. Acesse apoia.se/dwildt e entenda sobre valores e entregas!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s