Algumas decisões só precisam ser tomadas. Ou qual o limite do “postergar”?

Pode ser inclusive a decisão de não fazer. O que pode ser uma bela decisão. Pior caso, uma coisa a menos para preocupação.

No pensamento lean falamos sobre “último momento responsável”. Só que algumas situações precisam de decisões para que possam seguir desenrolando. Por vezes, qualquer decisão.

Me parece que é mais uma questão de seguir o movimento do que pela escolha em si. O postergar pode ser resolvido pensando em uma data máxima para a decisão. Com uma pré escolha. Tipo, não cheguei a nenhuma outra conclusão, a decisão é X.

Já pensou nos limites das suas “coisas para fazer um dia”?

— Daniel Wildt

Este conteúdo fez sentido para você? Você pode apoiar e acompanhar meu processo de criação de conteúdo mais de perto! Apoiando financeiramente você pode participa da comunidade e recebe antes as entregas que realizo no projeto “A filosofia da tranquilidade”. Acesse apoia.se/dwildt e entenda sobre valores e entregas!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s