Chegar em algum lugar pode ser um indicativo, mas pode não significar sucesso. Cuide da jornada.

O caminho é o determinante nestes processos, não o destino.

Com essa indicação, entenda que atalhos não servem pra muita coisa.

Muitas vezes organizamos planos que dizem que precisamos chegar em determinado lugar até o tempo X. A pergunta que faço em seguida é: vamos chegar neste lugar, de que jeito? Com qual composição, com qual estrutura?

Tenha consciência que a parte mais importante do processo é a construção do caminho. Entender quais tipos de atividades, de projetos e de pessoas que vão apoiar na sua estrada.

Os tipos e tempos de projetos podem determinar como o conhecimento vai ser exercitado e adquirido.

As pessoas vão ajudar a determinar quem vai fazer parte do seu caminho. Quais habilidades e quais especialidades estarão disponíveis.

E com base nisso e nos projetos, você pode organizar os tipos de atividades que podem ser executadas, como forma de rotina, como forma estruturada para progresso nos projetos e outras categorias que você pode estabelecer.

Cada pedaço acaba operando como uma cola, uma estrutura de apoio para o seu crescimento e sua transformação.

— Daniel Wildt

Este conteúdo fez sentido para você? Você pode apoiar e acompanhar meu processo de criação de conteúdo mais de perto! Apoiando financeiramente você pode participa da comunidade e recebe antes as entregas que realizo no projeto “A filosofia da tranquilidade”. Acesse apoia.se/dwildt e entenda sobre valores e entregas!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s