Sentimentos base

Em algum momento da nossa história talvez a alegria tenha sido o sentimento de referência, e aí conforme a história vivida, essa base se transforma em raiva, medo, tristeza ou até mesmo se mantém como alegria.

Medo por vezes protege, mas também pode ser aquele movimento que trava. Raiva poder estar junto daqueles momentos onde estamos em rebeldia, tentando falar e ninguém nos escuta.

A tristeza pode estar no final da raiva, e até no início do medo também. Por vezes o receio de fazer algo encontra resposta na frustração da solidão.

Os sentimentos não são definitivos e conforme avançamos, ganhamos mais significado sobre eles.

É uma mistura, mas… qual será a sua base hoje?

— Daniel Wildt

Este conteúdo fez sentido para você? Você pode apoiar e acompanhar meu processo de criação de conteúdo mais de perto! Apoiando financeiramente você pode participa da comunidade e recebe antes as entregas que realizo no projeto “A filosofia da tranquilidade”. Acesse apoia.se/dwildt e entenda sobre valores e entregas!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s