Consciência do tempo de qualidade

No inglês existe um termo chamado de JOMO – Joy of Missing Out. Este termo existe, porque muitas pessoas tem medo de perder algo no seu calendário ou das redes sociais que participam. Essas pessoas vivem no FOMO – Fear of Missing Out.

O ponto base é que precisamos antes de ter qualidade de vida, ter consciência dela, da nossa vida. E isso é ponto chave. Nem falo para que se mude algo, mas para que algo possa começar a ser observado. E aí talvez exista espaço ou necessidade para uma mudança.

Continue reading “Consciência do tempo de qualidade”

Facilitação gráfica com Brandy Agerbeck

Facilitação gráfica é uma forma divertida de mostrar o aprendizado sendo construído. Eu tenho utilizado esquemas gráficos nas minhas leituras de livros. E vejo esta abordagem sendo muito útil para aprendizado em equipe e na verdade como uma nova forma de documentação de aprendizado.

Continue reading “Facilitação gráfica com Brandy Agerbeck”

Desenhando modelos de negócio! Conhece Visual Thinking?

No sábado 14/junho palestrei sobre desenvolvimento de modelos de negócios usando a técnica do Business Model Canvas (BMC). Durante a apresentação não usei slides, mas o pessoal estava achando que eu estava usando alguma técnica com slides automáticos. 🙂

Na verdade era uma pessoa, o Felipe Freitag, um “Visual Thinker“. 🙂

Enquanto eu fui apresentando a palestra e conversando sobre o funcionamento do Business Model Canvas, o Felipe foi montando representações de apoio ao que era apresentado. Falamos sobre empreendedorismo, modelos de negócio, sobre pivot mas de uma forma bem objetiva.

Continue reading “Desenhando modelos de negócio! Conhece Visual Thinking?”

Quer montar apresentações melhores?

Uma das coisas que tenho  “notado” no meu processo de criação de apresentações, é que nomalmente tenho começado com um mapa mental. Em alguns casos o mapa mental vira a própria palestra. Foi assim por exemplo no GU Day, em que fui fazer uma palestra curta sobre cultura de aprendizado e desenvolvimento de times de alto desempenho.

Acabou que fiz a palestra sem usar slides, tendo o mapa mental como um guia para os assuntos que queria tratar durante o papo com os participantes do evento. Se você quer curtir a palestra mesmo, ela está disponível no meu canal do YouTube.

Mapa Mental usado em uma palestra sobre Cultura de Aprendizado e desenvolvimento de equipes de alto desempenho.

Usei esta mesma estratégia em um outro evento, onde fui palestrar sobre Agilidade, explorando um pouco os valores e a própria cultura ágil. O ponto é que toda a apresentação roda em volta do assunto central, e vou encontrando outros assuntos importantes de serem tratados. O principal é lá nas folhas finais do mapa mental, onde vamos encontrar as dicas reais a serem passadas para os participantes.

Agora, se você quer montar slides, tem algumas dicas para leituras a serem feitas. Fiz um vídeo sobre isto faz um tempo, passando algumas dicas, que já deixo para vocês além deste vídeo alguns autores e artigos que podem ser de interesse. Tem um post mais antigo sobre isto também.

Olha artigos e sites legais para você conhecer: