Seleção Musical 1/Maio até 4/Maio #SomDoDia

Essa foi a seleção musical (#SomDoDia) da semana:

1/Maio – Nei Lisboa – A vida inteira

1/Maio – Nei Lisboa – Romance

2/Maio – Charlie Brown Jr – Céu Azul

3/Maio – Roy Orbison – I Drove All Night

4/Maio – The Outfield – Your love

Todos os dias, 20h55min, no http://facebook.com/danielwildt, rola o #SomDoDia. Todos os domingos, 21h30min, um resumo da semana com as músicas que foram indicadas.

Real, Legal, Normal – Última meta de 2013, primeira realização de 2014!

Em 2013 comecei a escrever mais… poesias. E para isto usei um blog chamado Tresler. Lá comecei a publicar poemas e junto com estas atualizações tinha definido uma meta: publicar um livro de poemas até 31/dez/2013. E nesta meta, uma regra: possuir 100 histórias. Poderiam ser poesias, contos, crônicas, músicas.

Acabou que foram muitas poesias (muitas mesmo) e algumas crônicas. Os assuntos vão de amor, superação, lições de vida, assuntos que eu leio, ouço, vejo e vivo. Tem alguns poemas em inglês, mas a maioria está em português.

Resultado? Livro “Real, Legal, Normal” publicado com 108 histórias. 🙂

Quer aproveitar uma super chance? Faz o download dele de graça ajudando na divulgação, com um post no Twitter, Facebook ou Google+

Aproveita e curte a fanpage lá no facebook!

Já estou montando material para outro livro que vai ser publicado em 2014, e com todos os feedbacks e novos aprendizados com a poesia que estou tendo. Certamente ler este livro será legal para quem quer acompanhar meu processo de melhoria na escrita de poemas! Agradeço o apoio desde já! Vamooo!!

Eventos confirmados que estou organizando durante Q4/2013!

Olha estes eventos que estou organizando e executando neste trimestre! Todos confirmados e em Porto Alegre! Venha participar e traga seus colegas e amigos. Qualquer dúvida façam contato!

17/outStartupDojo! Foco em Business Model You, D-E-A-L e outras dinâmicas legais para falar sobre você. Venha praticar!

28/outAgile KickStart, com o módulo de UserStories. Vamos falar de vários princípios e práticas legais para quem está desenvolvendo projetos e produtos. Saiba como definir o que precisa ser alcançado em um projeto, montar uma visão de planejamento e roadmap. Contexto dentro da aplicação da cultura ágil, e gestão de projetos ágeis.

13/novQual é o seu tempo? Workshop para você ganhar habilidades de planejar sua vida e carreira, trabalhar gestão de tempo, e ainda ganhar contexto sobre como buscar momentos de reflexão, planejar seu dia, seu mês e seus próximos objetivos de vida. Já pensou no seu estilo de vida? Em qual é o tempo que faz sentido para você? Técnicas: GTD, SongDoro, Pomodoro, várias coisas legais que metodologias ágeis que podemos usar no nosso dia a dia.

21 e 22/novDa visão à produção + StartupDojo – duas noites de treinamento para trabalhar teoria e prática.

Eventos para dezembro ainda a serem definidos! Tem sugestões? Manda o teu comentário!

Treinamentos deste mês! #Agile, #Tempo e #LeanStartup

Estou me organizando para fazer pelo menos 3 workshops por mês. Serão sempre workshops de 3-4 horas de duração. Eventualmente um workshop com duração maior, 8 horas. Fora quando estiver apoiando na formação de metodologias ágeis da TargetTrust.

É a minha forma de seguir praticando, ensinando e trocando ideias com o pessoal que quer melhorar. Todos queremos! Estes workshops me ajudam e me dão ritmo para escrever, para pensar em coisas diferentes, e evoluir como profissional. Vivendo o meu propósito. E se der para bancar os custos de sala e coffee break e um valor base para quem estiver facilitando os workshops, melhor ainda! O ponto legal destes workshops é que todas turmas estão confirmadas. Se tiver apenas 1 aluno, que beleza, aula particular. O meu objetivo é mesmo ter um ritmo de aulas e seguir ensinando.

E como você fica sabendo destes caras?

Pelo site do Sympla você consegue ver workshops que vou realizar durante os próximos meses. Serão vários workshops para quem está buscando se capacitar de forma contínua. Todo mês um StartupDojo para pensar em modelos de negócio e outros treinamentos de apoio, como gestão de tempo e agilidade em uma visão do pmbok. E um focado para quem quer conhecer mais ferramentas para desenvolver um modelo de negócios.

Já tem por lá a agenda de março e o início da agenda de abril.

Se você estiver buscando uma formação em Metodologias Ágeis aqui no RS, fica a dica da formação que ministro na TargetTrust. Tem uma acontecendo aos sábados e uma que começa em abril, no turno da noite!

Não estarei divulgando estas ações por aqui de forma regular. Se você quer ficar sempre ligado nestes cursos, pode acompanhar a fan page da Wildtech. Pelo meu Twitter estarei apenas avisando de atualizações de novos cursos na agenda, e alguma promoção relâmpago, mas espere apenas posts de conteúdo nos blogs que mantenho. E livros que estou escrevendo durante este ano.

Criação de conhecimento é o motivo para 2013.

E ah, sempre fica ligado nos eventos dos Grupos de Usuários daqui do RS hein? Grande maioria eventos gratuitos!

Bora correr! Defina o seu ritmo!

Chega o final do ano, hora de recomeçar minha preparação física.

Aí o esporte que ganha prioridade é a corrida. Durante 2012 consegui fazer uns treinos legais de corrida e para 2013 estou com uma meta de conseguir correr 5km em 25mins. Na prática é ser capaz de correr 5Km em um Pomodoro. Ou no meu caso um Songdoro.

nike-plus-runningPara correr eu uso o Nike+. E neste final de ano ainda tem um desafio extra, que é conseguir correr o máximo próximo de 34Km até o final de 2012. Com isto passo para a faixa “verde” do app. Vai significar que terei corrido 250Km em 1 ano de uso. E na prática é o primeiro ano que uso as corridas como parte da minha preparação esportiva.

Já fiz corridas de 10Km, mas o meu grande problema é conseguir manter o foco. Eu consigo passar 1 hora arremessando uma bola de basquete fazendo séries de arremessos. No caso da corrida é mais complicado. Por isto opto pelas corridas de 5Km.

E confesso que no caso da corrida, é o app Nike+ que me ajuda a querer ter um ritmo. Consigo fazer desafios com amigos e comigo mesmo. Fica a dica para você achar algum aplicativo que possa ajudar no seu treino!

O mais importante é ter um ritmo, e buscar melhorar ele revendo regularmente seus objetivos.

Nesta história de criar ritmo, me lembrou de uma apresentação que fiz no Agile Brazil 2012.

Having some fun! Games for iPhone

Playing games using an iPhone is something I do when reading or sleeping are not options. Great for flying time. So here are games I’m playing lately using my iPhone.

These are paid games, but satisfaction is guaranteed.

These are free and fun:

Como se tornar um melhor mensageiro

Eu sempre tive uma necessidade de ter mensagens e apoiar quem está assistindo uma apresentação através de texto, muito texto. De vez em quando algumas imagens.

Em 1999 fiquei vermelho, e bem nervoso, quando fiz a apresentação do meu trabalho de conclusão. Depois outras lembranças que tenho são a partir de 2002, quando comecei a palestrar de forma mais constante. E não parei desde então. E a cada nova apresentação, uma nova lição, uma nova piada para fazer a platéia rir, e por aí vai.

Sempre me preocupei em passar a mensagem da forma mais objetiva possível, e prática. Isto vem me ajudando ao longo do tempo a fazer palestras menores. Normalmente minhas palestras funcionam no estilo “TED Talk“, focadas em no máximo 20 minutos e gerando alguma mudança. Nada de indiferença! Também gosto muito das palestras menores ainda, as Lightning Talks, com 5 minutos de duração. E eu ajudo a organizar um evento muito legal sobre elas, a #Desconf.

Mas voltando ao assunto de como melhorar suas apresentações… um dos pontos para eu melhorar era ter alguns modelos. Durante muito tempo eu trabalhei como instrutor oficial da Borland/CodeGear e hoje Embarcadeiro. E desde 1998 eu participava de eventos sobre Delphi, com apresentação de funcionalidades, sendo um “mero ouvinte”, e ali tive contato com um cara que sempre foi uma referência na arte de apresentar: Renato Quedas. Ele é um cara que eu respeito muito, e tive a oportunidade de conviver com ele alguns anos, ele na qualidade de Master Trainer, ajudando nós instrutores e consultores e se posicionar melhor em sala de aula, nas apresentações e por aí vai.

Depois estamos falando em 2006/2007, e uma das ações que me ajudaram a ver e buscar algo diferente foi quando tive contato com o material do Garr Reynolds e um livro muito legal chamado Presentation Zen. São dicas legais, mais focadas no design e formas de apresentar as informações para gerar um impacto mais positivo no público.

Outra ação foi o ToastMasters. Já ouviram falar deste programa? Em uma das empresas que trabalhei, existia um programa interno, e eu participava, conseguindo a cada semana ver pessoas apresentando e podendo colher técnicas diferentes. E aprender com o erro dos outros. Isto me fez buscar na internet também diferentes técnicas. Aí comecei a conhecer caras como Guy Kawasaki e Larry Lessig e o Lessig Method. Eles seguem sendo grandes referências para mim.

Claro… Steve Jobs por exemplo e seus keynotes milimétricos também são legais, sem dúvida! Mas o ponto é… que eu sempre gostei do improviso.

Muito.

Em uma situação, fui convidado para palestrar em uma semana acadêmica, e nesta oportunidade tinha decidido que iria falar sem ajuda do Keynote. Cheguei no evento faltando menos de 1h para minha palestra. Aí comecei a ter umas ideias e pronto, em menos de 30min selecionei algumas imagens e montei uma apresentação para me apoiar no evento. E foi show! Pode acontecer de dar errado? Claro. Mas aí é o estilo de cada um… alguns gostam de desarmar bombas. Eu gosto de palestrar contando minhas histórias, improvisando. 🙂

O que eu procuro quando estou montando uma linha de palestra? Momentos para fazer rir/chorar/emocionar, momentos para fixar conhecimento (aprendizado), momentos para impactar (mudança). E isto vai em um ciclo dentro do tempo da palestra. Seja uma palestra de 5 minutos ou um curso de 80 horas.

Deixo o vídeo que apresentei no TTLabs Summit realizado em abril de 2011, falando sobre estas questões. Foi um vídeo de 5 minutos:

E a apresentação que está disponível no slideshare:

Presença nas redes sociais x carreira profissional = Planejamento e foco

Com quantas redes sociais se faz uma presença na internet? Estava lendo faz um tempo, um post do Interney sobre isto. Ele tem presença em muitas redes, mas como gerenciar tudo isto?

Vou relatar como tenho usado redes sociais. O objetivo de estar presente nas redes sociais, é poder manter e crescer networking. E acima de tudo, contribuir, colaborar, ensinar e aprender. Enfim, me divertir! 🙂

Networking + Currículo Vitae = LinkedIn, que me ajuda a manter contato com colegas de empresa e de pessoas que conheço em eventos de tecnologia. O conteúdo que publico por ali é 110% profissional.

Atualização de questões profissionais, exemplo palestras, artigos e coisas que acho interessante em tecnologia = Twitter (@dwildt). Tento focar muito para que tudo o que sai no @dwildt seja focado em tecnologia, grupos de usuários (exemplo o GUMA-RS ou DUG-RS ou RSJUG), metodologias ágeis (Pingos de Agilidade e aqui mesmo) ou divulgando algum site que mantenho, exemplo o Tresler (literatura / música) e o RS Basketball (Basquete)… e alguns blogs que vão virar produto (aguarde e confie) como o Compre Pouco. Ufa! Como dá para notar, busco a maior influência através de tweets. 🙂

Coisas mais pessoais ou, TV, Filmes, Nike+ (vai ter post em breve), e FourSquare/Swarm = Facebook. Aqui é mais liberado, me permito lançar coisas mais pessoais do que no caso do Twitter, que sempre tem um foco no lado profissional. Tenho usado o Snapchat neste sentido também.

Fotos = Flickr e Instagram. E que nestes casos normalmente vão acabar indo para o Facebook. Se for de algum evento de tecnologia, acaba indo para o Twitter. Para trabalhar o “online” uso o snapchat, para contar uma história, ou uma declaração.

Vídeos = youtube para vídeos atemporais e nos inusitados ou mais objetivos, instagram, snapchat ou facebook

Apresentações = Slideshare. Tenho colocado por lá as apresentações que faço e não tenho mais enviado PDF para cá e para lá com as mesmas. Agora uso menos por trabalhar muito com mapas mentais (e neste caso o instagram ganha mais) ou muitas vezes nem uso apresentação visual. De qualquer modo, normalmente vai pro youtube. 🙂

E Google+, We Heart It, FormSpring (#RIP), Pinterest, MySpace, GoogleReader (#RIP), Orkut (#RIP)? Eu até tenho um “login”, mas não dou atenção para elas como para as citadas acima.