Ensinamentos de trabalho em equipe através do basquete. Olha aqui você! Cinco dicas!

basketballBasquete foi um esporte que comecei a jogar com 14 anos de idade. Uma idade tardia para aprender a jogar, mas eu tenho a vida toda para praticar. 🙂

E mesmo depois de ter ficado 10 anos longe das quadras por escolhas profissionais (que me trouxeram até aqui), faço no basquete relação de muitos dos ensinamentos que trago para o meu dia a dia de trabalho e para meu processo de melhoria como pessoa, como profissional e como esportista que hoje sou, praticante do basquete e do tênis.

O tênis me ensinou a ter mais atitude e me colocar em posição de tomar mais decisões, de fazer acontecer. Me ensinou a esperar a hora de atacar e a defender. Me ensinou a buscar regularidade e consistência. O basquete também trabalha estas características, mas o basquete me ajuda muito a pensar em time. O basquete me ajuda a servir, em respeitar e ajudar. Em trabalhar em prol de algo maior.

O basquete me ensinou algumas coisas, e quero aqui fazer uma pequena lista. Outro dia vou falar sobre o tênis. Na verdade já falei um pouco no papo sobre jogo interno. Deixo o link no final deste texto.

Continue a ler “Ensinamentos de trabalho em equipe através do basquete. Olha aqui você! Cinco dicas!”

Mark Cuban – Entrepreneurship talk with Jason

Mark Cuban took the Dallas Mavericks to a new level. He is the Mavs owner since 2000. The team before him had like 40% win/loss percentage and from 2000 on, they improve a lot, going for almost 70% in regular season. Great numbers and one word for that: intensity.

They got into the NBA Finals in 2006 (Heat was champion) and finally had the Championship in 2011 (against Heat) .

Check his interview with Jason Calacanis, not on basketball, but into business and all related to the world of entrepreneurship.

 

Do meio da quadra!

Rising Stars Basketball
Então!

Estou faz um bom tempo longe do Basquete, quer dizer, bom, consegui voltar a praticar no último final de semana, e vamos ver o quão consistente consigo ser nisto.

O ponto é que adoro o esporte e quero ver o Brasil voltar a curtir como nos tempos de Oscar e Hortência! 🙂

Comecei a ler algumas notícias do que vem ocorrendo internacionalmente, assisti alguns vídeos e veio a vontade de escrever mais sobre o assunto, ou pelo menos dar uma opinião de forma mais regular.

Então nesta ideia criei a coluna “do meio da quadra”, onde lá no site da Rising Stars Basketball eu vou ir lançando pequenas ideias, seguindo o princípio do postcard blogging, com posts pequenos buscando a contribuição de quem quer dar sua opinião também.

Então #ficaadica de vocês que curtem o basquete, de visitarem semanalmente ou deixarem o leitor de notícias de vocês apontando para o site da Rising Stars Basketball. Ainda fica a dica de manter o Twitter atualizado nos updates de @rsbasketball e @dwildt, onde os assuntos vão repercutir também.