Como você classifica o trabalho que realiza? Sobreviver, desbravar, especializar, evoluir ou manter?

Tem muito discurso motivacional dizendo que a gente consegue o que quer, que somos capazes de alcançar o que queremos, que só precisamos de força de vontade.

Esse tipo de discurso atrapalha e faz muitas pessoas desistirem. Afinal, porque você não estuda nas madrugadas e nos finais de semana? Por qual motivo você não dedica mais que o seu limite?

Eu considero tudo isso uma questão de momento. Explico.

Continuar a ler

Ato falho

Atos “engraçados” que por vezes dizem pela gente o que realmente gostaríamos de dizer? É como acabo definindo um ato falho, também chamados de “lapsos freudianos“.

Continuar a ler

Quando você sincroniza?

Todos temos momentos e oportunidades para sincronizar. Isso envolve saber como alguém está, se atualizar, comunicar o seu momento. Garantir tempo com pessoas que você ama pode se enquadrar no movimento de sincronizar também.

Sincronizar é deixar de funcionar no acaso, talvez?

Qual é o seu processo? Pensei no meu.

Continuar a ler

Once

“… if you had one shot
Or one opportunity
To seize everything you ever wanted
One moment
Would you capture it, or just let it slip? …”

Lose yourself – Eminem

Just once, I’d like to believe that this is the real opportunity. Dedicate my energy and all my will to make the process happen in the most appropriate way possible.

Just once. Would you take it? Are you ready?

— Daniel Wildt

You can be part of my content creation journey. Support my crowdfunding project at patreon.com/dwildt and become part of my community!

Suponha, ou a ciência do chute.

CHUTE pode ser descrito como “cálculo hipotético universal técnico estimativo”. Uma definição para amparar a nossa incapacidade de ter uma certeza.

É uma suposição, com tudo o que sabemos até aquele momento. Eu uso suposições para poder seguir em frente, quando me falta conhecimento sobre determinado assunto.

Continuar a ler